quarta-feira, janeiro 19, 2005

Retomada do Controle Universal, um esboço

Este texto pretensioso pretende traçar apenas um esboço, uma sugestão de como poderíamos retomar a utilização da Metodologia Espírita, o Controle Universal do Ensino dos Espíritos.

Antes de mais nada devemos compreender que pela ausência de utilização, alguns cuidados básicos deveriam ser tomados objetivando evitar tentativas de fraudes e garantindo que as opiniões coletadas não sejam afetadas por componentes anímicos, mas representem unicamente a opinião dos espíritos através dos médiuns. Para garantirmos esse requisito, seria interessante adotarmos pelo menos nas primeiras rodadas um "teste cego".

Como isso funcionaria:
  1. Elaborar um aplicativo (de preferência através da web) para armazenar questões a serem enviadas por colaboradores.
  2. Deveria ser elaborado um cadastro de interessados em participar deste exercício. Receberiam as instruções de como proceder para a realização dos testes.
  3. As questões seriam selecionadas aletóriamente e impressas. Essas impressões seriam armazenadas em envelopes lacrados, os quais seriam embaralhados e receberiam etiquetas indicando os destinatários.
  4. Recebendo os envelopes lacrados, os destinátarios teriam um prazo previamente definido para responder as questões, sem a possibilidade de violarem o lacre dos envelopes. A leitura dos documentos ficaria a cargo dos espíritos, que o fariam sem necessitarem romper o lacre.
  5. As respostas deveriam ser armazenadas em um outro envelope, a ser lacrado e identificado através de um código, por exemplo uma etiqueta com um código de barras, o mesmo do envelope de perguntas. Os envelopes com as respostas e perguntas deveriam ser entregues pessoalmente ou através do serviço do correio ao grupo responsável pela digitação das informações, sendo que este grupo disporia de duas equipes para recepção dos envelopes, uma cuidando dos envelopes com perguntas e outra cuidando dos envelopes com respostas.
  6. Envelopes que apresentassem indicios de que o lacre foi violado deveriam ser descartados imediatamente.
  7. A equipe responsável pelo envelope com as respostas deveria efetuar a digitação das mesmas, apenas indicando um código que vincularia o médium, sendo preservada sua privacidade e identidade. O mesmo faria a equipe responsável pelo envelope com as perguntas.
  8. Após a digitação das perguntas e respostas, deveria ser feita a impressão do conjunto, para uma triagem inicial que teria por objetivo descartar incoerências, por exemplo a pergunta é sobre alguma característica da biologia e a resposta é um tratado de filosofia. Por melhor que seja o conteúdo da resposta, estaria incoerente com a pergunta formulada, portanto deveria ser descartado.
  9. Deveria ser estabelecido um índice para se aceitar os descartes, por exemplo, se o volume de descartes for igual ou superior a 25% de todas as perguntas, deveria ser cancelado o teste e ser feita uma nova rodada, sendo que três rodadas consecutivas descartadas indicariam o cancelamento de qualquer tentativa posterior, ou refinamento da seleção dos participantes.
  10. O material que houvesse passado pela primeira triagem deveria ser objeto de uma leitura mais acurada, com o consequente cruzamento de resultado através de um sumário a ser apresentado pelos responsáveis de tal leitura. O material ficaria disponível para uma auditoria aleatória para se verificar eventuais manipulações por parte destas pessoas.
  11. As perguntas identicas teriam seus sumários comparados buscando uma universalidade.
  12. Poderia ser estabelecido um indice para aceitacao de divergência.
  13. Os resultados deveriam ser publicados, preferencialmente através de um web-site e também em meio impresso ou magnético para distribuição aos interessados.
Estes itens, repetimos, apresentam apenas um esboço. Estão sujeitos a um aprofundamento e melhor detalhamento de cada uma das partes que o compõem. Acima de tudo ressalta a importância do comportamento dos envolvidos. Quanto mais ético, quanto mais transparente, melhor seria a qualidade a se obter.

5 comentários:

Kátia disse...

Interessante. É um bom começo. Vale a divulgação.

Passer disse...

É uma forma interessante, contudo, creio que seria bem mais produtiva, a pesquisa baseada nas mensagens já recebidas (muitas das quais são livros) até a atualidade, onde seriam "garimpadas" as idéias principais, e comparadas. Isso seria feito por pequenos grupos, que as encaminhariam para centros regionais e depois para um grupo central, para comparações finais. Mas, é muito interessante e corresponde a um esforço muito válido. Abraços.

Alessandro disse...

sua proposta é muito interessante. devemos com certeza consultar os espíritos usando da metodologia instituida por Kardec.

no entanto, contamos hoje com vasto material publicado, e, creio que o CUEE deva ser primeiramente aplicado naquilo que já temos, para definir o que é opinião pessoal e o que é a opinião da maioria dos Espíritos.

abraços e paz.

Adonis disse...

A idéia é interessante, porém, da maneira como foi definida, a proposta põe maior ênfase em evitar o animismo na elaboração das respostas, do que em recolher ensinamentos universalmente aceitos pelos Espíritos.
Parece-me mais interessante manter os princípios básicos do método usado por Kardec, somando-se-lhes os recursos da atual tecnologia, tais como a web. Para tanto bastaria publicar perguntas - importante lembrar que Kardec enunciava a pergunta ao médium - e permitir que diferentes médiuns de diferentes partes do globo as respondessem.
O trabalho de análise das respostas, conforme feito por Kardec, terminaria por separ o joio do trigo, identificando mistificações e possíveis ocorrências de animismo.
O controle estatístico da coerência de cada médium com os ensinamentos aceitos como universais ajudaria ainda aos próprios médiuns a identificar a qualidade de sua produção mediúnica.

Cesar disse...

Adonis, a sua observacao é fundamentada e sensata, entretanto apos praticamente 150 anos de abandono da metodologia, com a adocao de criterios estranhos como "infalibilidade mediunica", qualquer coisa que alguem diga podera ser tomada como verdade, por mais absurda que seja, e qualquer tentativa de se obter um consenso sera levada em conta como sendo uma maneira de se menosprezar "tao veneravel" medium que produziu tal resposta.
Entendo que a retomada da aplicacao da metodologia deve passar por um periodo inicial de se separar o joio do trigo, e infelizmente ha muito joio no seio do movimento espirita brasileiro.